Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player



Pagina Inicial » Recursos » A FAMÍLIA DE DEUS


A FAMÍLIA DE DEUS



“Portanto, vocês já não são estrangeiros nem forasteiros, mas concidadãos dos santos e membros da família de Deus”
Efésios 2.19

Todos gostam de ter uma família. Bem, eu creio que seja assim. Até mesmo aqueles que nunca tiveram a oportunidade de ter uma família estruturada, sonham em ter uma. Quando Deus criou a família Ele o fez para ser um lugar de aceitação, de amor e alegria, um verdadeiro refúgio. É com tristeza que vemos hoje em dia a família sendo depreciada e colocada como coisa de menor importância.

Quando falamos de comunhão na igreja notamos que a visão divina é de uma família. Comunhão e Família têm tudo a ver. Há duas palavras que Paulo usa e que descrevem a nossa situação antes de conhecermos a Cristo: “estrangeiros” do grego xenos, e que significa “estranho, estrangeiro”; “forasteiros” do grego paroikos, ou seja, era alguém que vivia marginalmente alheio, mesmo habitando em um lugar mas que não tinha os direitos próprios de um cidadão.

Como estávamos longe de Deus, então nossa condição era de total afastamento de Suas promessas e das bênçãos da aliança. Mas a partir do momento que entregamos a nossa vida a Cristo esta condição mudou. Passamos a ser “concidadãos dos santos e membros da família de Deus”, ou seja, passamos a desfrutar dos mesmos direitos e privilégios dos cidadãos anteriores, no caso aqui o povo de Israel.

Desta forma, ser membro da família de Deus é participar da comunhão mais íntima, onde os privilégios são compartilhados uns com os outros. Nesta família, os direitos, privilégios, deveres e as bênçãos são compartilhados por todos os membros. Isso mostra a importância do propósito de Deus. Na igreja ninguém vem só para receber bênção. Estamos aqui para ser bênção na vida dos nossos irmãos.

Devemos seguir o exemplo de Jesus Cristo, que é o nosso irmão mais velho. Ele serviu antes de ser servido, amou antes de ser amado, perdoou mesmo não tendo feito nada.

Por esta razão devemos nutrir a comunhão na igreja de forma a produzir um ambiente familiar saudável, onde todos podem expressar seus sonhos, alegrias e tristezas. Esta família deve ser o lugar dos que choram e dos que se alegram (Romanos 12.15), deve ser o lugar onde podemos encontrar o apoio, a sinceridade, o amor e a compreensão.

Alguém poderia dizer: “Mas nem sempre é assim que a igreja age”. É verdade, mas deixaremos de fazer a vontade de Deus por que outros não o fazem? De forma alguma! Se eu quero que a igreja seja aquilo que Deus quer, então farei a minha parte, influenciarei outros com o amor de Jesus, ao invés de lançar palavras amargas que só destroem.

Só para que você tenha idéia, numa passagem rápida pelas cartas de Paulo, Pedro e João há 28 ocorrências de “uns aos outros” (amem, saúdem, cuidem, orem, perdoem, etc.).

Sendo assim me sinto privilegiado em ser parte da família de Deus, de ter irmãos e irmãs em Cristo e que posso contar com cada um deles. Sinto-me motivado a cada dia a amar, cuidar, orar, perdoar, suportar, sujeitar e consolar os meus irmãos. Apesar de tudo que se possa dizer da igreja, eu creio que ela foi criada por Deus para ser uma família abençoada. Então serei mais bênção para a igreja e meus irmãos e cada dia. E você? O que fará por esta família?

Que Deus vos abençoe!
Pr. Hamilton de Carvalho











Av. Riachuelo, 682, Maringá - Paraná - Brasil
contato@igrejabetesda.com.br
Fone: 44 3025-4885 :: (44) 9962-4885

OndeEstamos